sexta-feira, 22 de julho de 2011

Diálogo.

Lá estavam eles, naquele fim de tarde lanchando juntos. Quem diria! Juntos! Sem perda de tempo com o cenário, vamos direto ao diálogo, que era mais ou menos assim: por que não comes carne mesmo? Indagou ele. Não acho decente aproveitar-se do infortúnio da vida alheia para se manter vivo. Respondeu honestamente ela. Ora essa, mas a vida é assim, uns precisam morrer para que outros continuem vivos. É a lei da natureza, a lei dos mais fortes. Encheu os pulmões para falar desta lei. Pobre coitado. Ela não parecia atenta até tornar a respondê-lo novamente. Não, a vida não é assim, a vida é aquilo o que fazemos dela.




5 comentários:

  1. gostei desssssssseee

    ResponderExcluir
  2. É a lei da natureza. A única diferença é que nós evoluímos e resolvemos brincar com a nossa comida antes que ela esteja no prato. Aí está o problema.

    ResponderExcluir
  3. e quem precisa de carne pra sobreviver? Oras essa

    ResponderExcluir
  4. Me senti modernista escrevendo esse texto. Falei.

    ResponderExcluir
  5. Poxa, maneiro.

    ResponderExcluir

Já estou ansiosa para ler seu comentário, mesmo antes de você ter terminado! :D