quinta-feira, 23 de julho de 2009

Existem dois tipos de pessoas:


As que precisam amar mais, e as que precisam ser mais amadas. Cheguei a essa conclusão hoje, refletindo sobre o que seria mais justo.. quero dizer, como o problema acima, não é tão mais facil se todos amassem mais? Amassem realmente, e não dissessem apenas 'eu te amo.'

Fico impressionada como hoje em dia as pessoas dizem eu te amo numa facilidade. Tudo bem, eu não acharia tão ruim se elas dissessem isso se REALMENTE sentisse tal sentimento. Amam pra lá.. amam pra cá, e daí na hora do pega pacapá, ninguém ama mais ninguém. Isso explica a frequencia de divórcios que eu vejo por aí.

E esse sertanejo universitário, parece que as letras falam apenas de traição. Quem ama não trai /FATO. Quem REALMENTE ama, não deseja mais ninguém a não ser o seu/sua amado/a. Falo mesmo :x HSUIAIIAO'

Mas ao mesmo tempo eu acho que as pessoas deveriam se permitir mais... amar de graça sabe? Sem querer de volta; Amar MAIS, e, mais insanamente, irrevogavelmente, incessantemente, incontestavelmente, INCONDICIONALMENTE. Amar como se fosse a ultima coisa que faria na vida. Não complicar, amar simplesmente. Amar.. amar.. amar e amar. Só isso. Só.


Fernanda Severo.

2 comentários:

  1. Falou tudo Nanda... As pessoas tem que dar mais liberdade ao amor puro, aquele que chega sem avisar e faz morada...

    Ps: concordo totalmente, quem ama não trai u_U

    ResponderExcluir
  2. Eu concordo que as pessoas deveriam mesmo amar mais sem pedir amor, de maneira insana.... eu amo assim, sofro, é verdade, mas não há nada mais lindo do que se orgulhar dos seus sentimentos, correspondidos ou não. Adorei seu blog.

    ResponderExcluir

Já estou ansiosa para ler seu comentário, mesmo antes de você ter terminado! :D