domingo, 24 de maio de 2009

" I'd like to live like a poor man, but with a lot of money"

Pablo Picasso, Spanish painter.



Vontade de ter um vida simples, pois é sinônimo de paz. Porém o medo de perder tudo. O apego é mais forte.
Não entendo como uma pessoa pode ao mesmo tempo acreditar em livre arbítrio e destino, duas idéias/teorias/decisões/caminhos tão diferentes. Por um lado sei que Papai do Céu nos deu o livre arbítrio de presente de natal. Tudo que faço há consequencias que recairão apenas sobre mim mesma, sou livre pra escolher qual dos tantos caminhos que a vida oferece. Mas por outro lado, tem o destino. Esse que eu sei que está aqui dentro, dizendo que existe, é algo que não posso esconder, nem me enganar. Não gosto disso. Não gosto dessa sensação de que não mando na minha vida, que tudo que faço já é predestinado. Acho que essa é só uma maneira de justificar os erros, se livrar de uma culpa qualquer, se livrar do peso na consciência.
Me diga, o que você pensa sobre isso. Você acredita no destino? Ou no livre arbítrio? Será que há mesmo escolhas? Oh God.
:*

4 comentários:

  1. Eu não consigo acreditar em destino pelo motivo que você mesma falou, simplesmente não entra na minha cabeça que qualquer coisa que eu faça vai me levar ao mesmo destino. Impotência total!
    Muito bom o post, não fale de mim! ^^
    :* naanda

    ResponderExcluir
  2. eu não sei no que eu acredito.
    quero dizer... eu acredito no livre arbítrio, é claro, mas não acho que isso anule completamente a ideia de destino.
    porque o destino não é uma coisa pronta e ponto final... ele muda constantemente, dependendo do caminho que você leva. tá, isso é a ideia de livre arbítrio, se for pensar --'
    ah, já sei ! :D
    mas não é bem destino também... é mais o livre arbítrio dos outros interferindo na nossa vida...
    é, acho que esse é meu ponto de vista...
    ótima ideia de discussão, nanda, arrasou ! eu nunca tinha parado pra pensar nisso...
    :*

    ResponderExcluir
  3. Bem, acredito no livre arbítrio, mais como Papai do céu foi quem nos deu e pelo fato de nos conhecer demasiadamente bem, então eu creio que se existir alguma ligação entre um e outro creio que possa ser nessa linha de raciocinio. Em muitas situações temos reações automáticas, e você decide num curto prazo de tempo, e se algo dá errado, você se surpreende ou até mesmo dá certo e depois percebe que o risco que correu, sim acredito que um esteja ligado com o outro.

    ResponderExcluir
  4. SERÁ QUE EXISTE MESMO ESCOLHA ? :(
    Eu fico indignada com essas coisas sem resposta, isso sim que tem importância a maldita física (ou matemática) não explica.
    Aiai, prefiro ser leiga quanto à isso.
    Beijo, Nanda ;*

    ResponderExcluir

Já estou ansiosa para ler seu comentário, mesmo antes de você ter terminado! :D